CREA-DF
Comunicação Crea-DF

Comunicação Crea-DF

Quinta, 31 Agosto 2017 19:49

Reemissão de boletos de parcelamento

Para reemissão de boletos do seu parcelamento digite os dados abaixo.


Nº do Parcelamento:

Data do Parcelamento: / /

Nº do CPF/CNPJ: (Somente números)

Propostas aprovadas no 9º Congresso Distrital de Profissionais em 2016

Programação do 9º CDP – Dias 22,23 e 24 de junho

Local: SGAS QD 901 CJ D - Brasília-DF

Tel: 61 3961-2816

 

Quarta, 01 Abril 2015 19:54

Escolha a capa do manual do registrando

O Crea-DF quer sua opinião, nos ajude a escolher a melhor Capa para "O Manual do Registrando"

{mijopolls 4}

As eleições para presidentes do CREA-DF e do Confea, Conselheiro Federal, Diretores Geral e Administrativo da Caixa de Assistência dos Profissionais do CREA-DF (Mútua-DF) acontecerão no dia 19 de novembro, das 9 às 19 horas.

O voto não é obrigatório, no entanto, se trata da oportunidade dos profissionais exercerem o direito democrático de escolher seus representantes e de legitimar as lideranças do Conselho. Participe!

Conheça o canal exclusivo para denúncias da Comissão Eleitoral Federal.

Confira aqui o perfil dos candidatos que concorrerão nas Eleições do Sistema Confea/Crea

*Conteúdo de responsabilidade dos candidatos.



Candidato para presidente do Crea-DF

ENG. CIVIL

FLAVIO CORREIA DE SOUSA 

NÚMERO 21

Graduação:

- UnB - Engenheiro Civil
- Fundacentro - Pós Graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho 
- Extensão universitária em Sondagens, Fundações e Barragem
 
Experiências Profissionais:

- DER-DF – Chefe de Produção Industrial, chefe da Seção de Construção do 2º Distrito Rodoviário
- COCISAN – Gerente Técnico
- Prefeitura de Florianópolis – Várias obras de Pavimentação Urbana
- Engenheiro Fiscal da SHIS
- RT Autônomo em várias obras de fundação na Infrasolo
- Froylan Engenharia – Gerente do Laboratório de Solo
- Goiás Fértil – Execução da fábrica e mina de fosfato
- Marinho Construções – RT
- CODISA – Sócio, cargo de diretor técnico comercial
- Medina Ltda – execução de obras de incorporação e públicas
- SENAP – Gerente Técnico
- MAGASA – executou 3 Caics
- MC Engenharia – execução das redes de esgoto do Lago Norte e Paranoá
- CONSENCO – Obras públicas
- Exército Brasileiro – Manutenção predial para Câmara dos Deputados

 

 

 Veja aqui o currículo e Plano de Trabalho completos


Candidatos para presidente do Confea

ENG. CIVIL

JOSÉ TADEU DA SILVA 

NÚMERO 19

Experiências Profissionais:

Engenheiro pela PUC de Campinas (1976) e Bacharel em Direito (1992). 

Presidiu a Federação das Associações de Eng. Arq. e Agr. de São Paulo FAEASP ( 2000/2009) e o CREA-SP
(2006/2011). Pres. licenciado do CONFEA (2012–2014) e da FEBRAE (2010 /2012 e 2013/2015).
 
Veja aqui o currículo e Plano de Trabalho completos

 

   

ENG. AGRÔNOMO

JOSÉ EDUARDO DE PAULA ALONSO

NÚMERO 14

Experiências Profissionais:

 

Presidente do CREA SP. Cons. e Vice Pres. do CREA-SP, Inspetor do CREA, Prof. de Ensino Técnico, Pres. da 

FAEASP, Agrônomo do Ano, Pres. do Sind. Rural de Aguaí, Produtor de Citros Secretaria da Agricultura SP e
Prefeitura Municipal de Aguaí.
 
Veja aqui o currículo e Plano de Trabalho completos

   

 

ENG. CIVIL HENRIQUE LUDUVICE

NÚMERO 17

 

Experiências Profissionais:

 

Engenheiro civil graduado pela Universidade de Brasília e atualmente é assessor para Universalização de Energia Elétrica na Eletrobrás/Eletronorte. Ele foi presidente do Crea-DF (1988-1993), em seguida do CONFEA (1994-1999) e da MÚTUA (2000-2006) e dentro do Sistema sempre defendeu o cumprimento do salário mínimo profissional.


 
Veja aqui o currículo e Plano de Trabalho completos



Candidatos para Conselheiro Federal

 

ENG. ELETRICISTA

LÚCIO ANTÔNIO IVAR DO SUL 

NÚMERO 33 (TITULAR)

Graduação:

- UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – Engenheiro Eletricista

- Teoria Geral de Controle de Processos Industriais – USP – CNPq
- Curso de Especialização de Análise de Sistemas Nível de Pós-Graduação - USP
- Licenciatura Plena para Graduação de professor do 2º grau – CEFET/PR
- Tração Elétrica – Fibras óticas – INATEL – Instituto Nacional de Telecomunicações
- Congresso de Informática – São Paulo
 
 Experiências Profissionais:


- COSIPA – Companhia Siderúrgica Paulista

- TRIEL – Engenharia Elétrica Especializada – SP
- CEFET/SP – Professor de Eletrotécnica - Eletrônica e Processamento de Dados
- METRÔ/DF – Companhia do Metropolitano do Distrito Federal
- Professor da Escola de Eletrotécnica de Itajubá – Eletricidade e Instalações Elétricas
- Estágio na Petrobras/Cubatão – Setor de Instrumentação

 

Veja aqui o currículo e o Plano de Trabalho completos 

   

ENG. ELETRICISTA

MARCUS VINICIUS FUSARO MOURÃO 

NÚMERO 33 (SUPLENTE)

 

Graduação:

- UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais – Engenheiro Eletricista
 
Experiências Profissionais:

- Companhia Metropolitana de Construções
- Nativa Engenharia SA
- Themag Engenharia LTDA
- CESP – Companhia Elétrica de São Paulo
- Eletronorte – Centrais Elétricas do Norte do Brasil SA
- Eletrobrás – Consultor
- Ministério de Minas e Energia – Gestor de Contratos
 
Informações adicionais:


- CREA-DF – Conselheiro, coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica e membro da Coordenação Nacional de Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica.

- CENB – Diretor
- Conselho Deliberativo
- SENGE-DF – Membro da diretoria
- Associado da ABEE-DF
- ABEE Nacional – Membro do Conselho Consultivo

 

 

Veja aqui o currículo e o Plano de Trabalho completos 


Candidatos para a diretoria da Mútua

ENG. CIVIL

MAXWELL PAIVA

NÚMERO 45

(DIRETOR GERAL)

Graduação:

- Engenheiro Civil, formado também em Gestão Pública e Técnico em Edificações
 
Experiências Profissionais:


- CAESB – Coordenador de Gestão do Desempenho Empresarial
- Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental
- Compõe a Câmara Temática de Indicadores de Desempenho para o Saneamento Ambiental do Comitê Nacional da Qualidade ABES
 
Informações adicionais:

- CREA-DF – Conselheiro na Câmara Especializada de Engenharia Civil de Minas, Geologia e Agrimensura, Diretor de Valorização Profissional e membro do Conselho Deliberativo da Fundiágua - Fundação de Previdência Complementar.
 
Programa de Trabalho: Não apresentado.

Veja aqui o currículo e o Plano de Trabalho completos 

   

TÉC. EM AUTOMOBILÍSTICA

WELLINGTON SIQUEIRA DE MEDEIROS 

NÚMERO 51

(DIRETOR ADMIN.)

Graduação:

- Juiz Arbitral

- Tecnólogo em logística

- Técnico em Automobilística

- Técnico em Contabilidade
 
Experiências Profissionais:


- FIBRA – Diretor

- CEB – Presidente do Conselho de Consumidores

- SINDIREPA – Vice-Presidente

- Crea-DF – Diretor

- ACIG – Diretor

- SINTEC – Vice-Presidente

 

Veja aqui o currículo e o Plano de Trabalho completos 

Quarta, 30 Abril 2014 15:12

Livro de ordem de obras e serviços

O que é o Livro de Ordem

 

O Livro de Ordem é um documento instituído pela Resolução 1094 de 31 de outubro de 2017 do Confea e que tem o objetivo de se constituir na memória escrita de todas as atividades relacionadas com a obra ou serviço de engenharia. O Livro de Ordem passa a ser um documento obrigatório para toda solicitação de CAT de obra ou fiscalização iniciada a partir de 1º de janeiro de 2018. O documento deverá conter o registro de todas as ocorrências relevantes do empreendimento onde houver a participação de profissionais do sistema Confea/Crea

O livro de ordem é a memória escrita de todas as atividades dos responsáveis técnicos relacionadas à obra ou serviço. O Livro de Ordem deverá conter o registro de todas as ocorrências relevantes do empreendimento onde houver a participação de profissionais da Engenharia, da Agronomia, da Geografia, da Geologia e da Meteorologia, nível superior e ou médio.

document Baixe aqui o modelo do Livro de Ordem  

 

Quem é responsável pelo registro das ocorrências no livro de ordem

Cada responsável técnico, que tenha a intenção de solicitar o registro do atestado relativo à sua participação na obra (CAT) deverá preencher um Livro de Ordem relativo ao seu trabalho.

Justificativa para a implantação do livro de ordem

Resolução nº 1.094, de 2017, do Confea, dispõe sobre a obrigatoriedade de adoção do Livro de Ordem para execução e fiscalização de obras de Engenharia para fins de emissão de CAT. O documento tem a finalidade de se constituir na memória escrita do empreendimento e servirá de subsídio para:

I – comprovar autoria de trabalhos;
II –garantir o cumprimento das instruções, tanto técnicas como administrativas;
III –dirimir dúvidas sobre a orientação técnica relativa à obra;
IV –avaliar motivos de eventuais falhas técnicas, gastos imprevistos e acidentes de trabalho; e
V –eventual fonte de dados para trabalhos estatísticos.

O que é registrado no livro de ordem

Serão registradas no Livro de Ordem informações tais como:

I – dados do empreendimento, de seu proprietário, do responsável técnico e da respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica;
II – as datas de início e de previsão da conclusão da obra ou serviço;
III – as datas de início e de conclusão de cada etapa programada;
IV – posição física do empreendimento no dia de cada visita técnica;
V – orientação de execução, mediante a determinação de providências relevantes para o cumprimento dos projetos e especificações;
VI – nomes de empreiteiras ou subempreiteiras, caracterizando as atividades e seus encargos, com as datas de início e conclusão, e números das ARTs respectivas;
VII – acidentes e danos materiais ocorridos durante os trabalhos;
VIII – os períodos de interrupção dos trabalhos e seus motivos, quer de caráter financeiro ou meteorológico, quer por falhas em serviços de terceiros não sujeitas à ingerência do responsável técnico;
IX – nos serviços de Agronomia devem constar no Livro de Ordem as anotações referentes às receitas prescritas para cada tipo de cultura, bem como as orientações para aplicação dos produtos receitados; e
X – outros fatos e observações que, a juízo ou conveniência do responsável técnico pelo empreendimento, devam ser registrados. Todos os relatos serão datados e assinados pelo responsável técnico pela obra ou serviço.

Qual o modelo de livro de ordem devo utilizar

O Crea tem disponível no site um modelo de Livro de Ordem a ser utilizado.

document Baixe aqui o modelo do Livro de Ordem  

 

Já possuo um modelo de livro. O que devo fazer?

Os livros de ordem porventura já existentes, tais como Boletim Diário, Livro de Ocorrências Diárias, Diário de Obras, Cadernetas de Obras etc., em uso pelas empresas privadas, órgãos públicos ou autônomos, poderão ser admitidos como Livro de Ordem, desde que atendam às exigências da Resolução nº 1.094, de 2017, do Confea.

Terça, 24 Janeiro 2012 16:54

Comissão de Acessibilidade do Crea-DF

O Crea-DF, com o objetivo de colaborar de forma efetiva para tornar as cidades mais acessíveis e construir ferramentas eficazes que levem a tais transformações, constituiu, no ano de 2002, a Comissão Permanente de Acessibilidade, formada por quatro conselheiros titulares. Por meio desta comissão, a instituição busca participar ativamente de todas as ações relativas ao tema, além de propor iniciativas que garantam a acessibilidade em todos as áreas.

Meus itens