CREA-DF
Quinta, 07 Dezembro 2017 14:20

Dia do extensionista é comemorado no Crea-DF no Seminário de Inovações Tecnológicas

Escrito por
Avalie este item
(1 Votar)

Apresentação cultural da Emater-DF emocionou os participantes do Dia do Extensionista nesta quarta-feira (6), no auditório do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do DF (Crea-DF). Ao som da música “Terra tombada” e ao fundo imagens do trabalho da extensão rural, a homenagem abriu as comemorações dos 40 anos da Emater-DF, que incluirá exposições itinerantes, prêmios e outras ações durante todo o ano de 2018. O evento também contou com a entrega de novos veículos para os extensionistas rurais da empresa e com a assinatura de um acordo de cooperação com o Crea-DF.

 

O presidente do Crea-DF, Flavio Correia fez parte da mesa de abertura e assinou convênio com a Emater. “A proposta propõe formalizar convênio para otimizar procedimentos para anotação de responsabilidade técnica, intercâmbio de informações entre as instituições e a valorização profissional do Sistema Confea/Crea, mediante o registro do quadro técnico e a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) das atividades executadas pelos profissionais vinculados a Emater”, disse Flavio.

O presidente da Emater-DF, Roberto Carneiro, exaltou as ações da extensão rural ao longo desses anos e destacou a importância do trabalho realizado. “Hoje temos uma infinidade de políticas públicas que nós fazemos acontecer no campo, então nosso papel é papel de governo. Somos os olhos, os braços e a ação do governo no campo“, disse Roberto. Já o secretário de Agricultura do DF, Argileu Martins, afirmou que a extensão rural foi decisiva para romper com o estereótipo de que o campo é só atraso. “Hoje temos mais alimentos, mais água e mais dignidade, graças ao trabalho de extensionistas antigos e novos”, disse o secretário.

O engenheiro agrônomo Leandro Moraes, considerou que a ação valoriza o serviço diário do extensionista. A economista doméstica, Andrea Gonçalves, concorda. “Eu me senti muito emocionada e privilegiada pelo nosso trabalho. Amo trabalhar na Emater e sou feliz pelo que faço”, disse. Segundo o presidente da Emater-DF, o que faz a diferença no trabalho diário é o olhar sistêmico dos técnicos que, por meio das mais diversas políticas públicas, leva o desenvolvimento para a área rural. “Trabalhamos não para que o agricultor se fixe na terra, mas para que o homem do campo tenha dignidade e possa permanecer em sua terra”.

Seminário de Inovações Tecnológicas
Para somar ao dia de comemorações, o Seminário de Inovações Tecnológicas apresentou cinco trabalhos selecionados que trouxeram soluções diversas para a área rural do DF. Um exemplo é o trabalho sobre uso de cama sobreposta na produção de suínos, da extensionista e zootecnista Claudia Coelho. Ela demonstrou que a tecnologia simples, e já conhecida há algum tempo, quando aplicada corretamente gera ganhos ambientais, hídricos e econômicos, como no caso da produtora rural Ana de Fátima Matias, que agora toma os cuidados adequados com os dejetos dos porcos.

Outro trabalho apresentado foi da extensionista e turismóloga Zaida Regina. Ela desenvolveu na região de Planaltina o Circuito da Rajadinha, um projeto que une o turismo rural à venda de mercadorias da agricultura familiar. A experiência melhorou a apresentação visual das propriedades, uniu a comunidade em torno do projeto e gera renda e autoestima aos agricultores participantes.

Esses e outros trabalhos excelentes compuseram o seminário que finalizou com uma rodada de debates. Para o extensionista e engenheiro agrônomo, Rodrigo Teixeira, as expectativas para 2018 são as melhores possíveis. “Acredito que depois de 40 anos de experiência, hoje temos oportunidade de atender ao agricultor de maneira cada vez melhor”, ressaltou.

Última modificação em Quinta, 07 Dezembro 2017 16:53

banner site eleicoes2